8 benefícios da prática de exercício na terceira idade

  • Exercício Físico   •   15 Maio

A prática de exercício físico na 3º idade

A atividade física aparece como uma forma de permitir que as pessoas com mais idade tenham mais saúde e se tornem mais independentes. Os benefícios, esses são evidentes, tanto na aptidão física como na esfera psicológica!

A nível psicossocial, os benefícios provenientes da prática regular de exercício físico para os idosos encontram-se na diminuição do stress, melhor vigilância mental e desempenho cognitivo, diminuição dos níveis de ansiedade e depressão, e por conseguinte diminuição do consumo de medicamentos.

O exercício físico atua na melhoria da auto-estima, do auto-conceito, da imagem corporal, das funções cognitivas e de socialização.

Todos os idosos devem praticar exercício físico, desde que não haja nenhuma restrição médica absoluta. Os exercícios devem ser realizados de três a cinco vezes por semana, com duração de 30 a 60 minutos.

O exercício físico pode ser um dos melhores remédios contra a depressão

A tristeza e a falta de rumo, que afeta muitos idosos nesta fase das suas vidas. A prática regular de uma atividade física produz endorfinas, as “hormonas da felicidade” que desencadeiam sentimentos de bem-estar e autoconfiança.

Para além dos benefícios físicos, psicológicos e emocionais, o exercício físico tem um contributo importante em manter o cérebro dos idosos alerta e ativo. A atividade física assegura o funcionamento pleno das funções cognitivas o que, por sua vez, pode prevenir a perda de memória, a demência e até desacelerar a progressão da doença de Alzheimer. A lucidez e clareza de mente num idoso pode ainda incentivá-lo a fazer outras coisas como manter os hábitos de leitura e escrita, entre outras atividades.

Idosos a fazer exercício físico

8 benefícios da prática de exercício na terceira idade:

  • Luta contra a depressão

  • Mantém o cérebro alerta

  • Menos doença, mais saúde

  • Um sono melhor

  • Garante uma autoestima elevada

  • Manter o peso ideal

  • Uma maior independência

Praticar exercício regularmente reduz o impacto das doenças crónicas e não crónicas a que podem ser suscetíveis

Alguns dos benefícios de saúde que a ginástica traz aos idosos incluem o fortalecimento do sistema imunitário e digestivo, um coração e uma tensão arterial mais saudáveis, ossos mais fortes e resistentes. Os idosos que praticam algum tipo de atividade física têm um risco menor de virem a sofrer de osteoporose, diabetes, obesidade, doenças cardíacas, Alzheimer, cancro do cólon e da mama.

A idade também traz muitas vezes com ela perturbações de sono que afetam as noites dos idosos. A prática de exercício físico regular contribui substancialmente para um sono melhor, mais profundo, mais regenerador e que chega mais depressa na hora de deitar a cabeça na almofada. O resultado? Um idoso que acorda com mais energia para o seu dia-a-dia.

Quem pratica exercício físico regularmente sente-se muito melhor com a sua imagem física

Sentir-se bem connosco é importante para qualquer pessoa, independentemente da sua idade. Quem é que não gosta de se olhar ao espelho e sorrir porque aprecia a imagem que vê lá refletida? Sentirmo-nos bem connosco próprios é meio-caminho andado para nos sentirmos bem com a vida e com as pessoas que nos rodeiam – e os idosos ainda têm muito que dar ao mundo!

Com o avanço da idade, o metabolismo do organismo desacelera, o que significa que se torna mais difícil o idoso assegurar o seu peso ideal. Para evitar engordar ou emagrecer em demasia, nada como o idoso manter-se ativo – o exercício físico não só acelera o metabolismo, como ajuda a criar massa muscular o que, por sua vez, contribui para queimar calorias indesejadas. Manter o peso ideal é muito importante para um idoso porque isso implica inúmeros benefícios de saúde e um bem-estar geral.

A melhor forma de combater a falta de mobilidade e aparente fragilidade dos idosos é praticar exercício físico, que vai ajudá-los a melhorar a sua força, flexibilidade e postura, o que por sua vez vai otimizar a sua mobilidade, equilíbrio e coordenação. Com o seu corpo em forma, um idoso sentir-se-á mais capaz de levar a sua vida normal, sem medo de executar as suas próprias tarefas e com muito menos medo das quedas habitualmente associadas à terceira idade.

Quem pratica exercício sente-se mais independente

A verdade é que os idosos que praticam exercício físico de forma regular vão parecer e sentirem-se mais novos, durante mais tempo. Proporcionalmente, vão manter-se ativos durante mais tempo, o que significa que vão trocar uma vida sedentária por uma vida mais ativa e dessa forma, para além de ganharem saúde e bem-estar, vão continuar a fazer as suas coisas pelas suas próprias mãos – vão manter-se independentes e felizes com isso, por isso, motive o idoso da sua vida a mexer-se!